Pinturas

Descrição da pintura de Orest Kiprensky “Young Gardener”

Descrição da pintura de Orest Kiprensky “Young Gardener”



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Orest Adamovich Kiprensky é um iniciador de estudos românticos da pintura russa e um grande pintor de retratos. Constantemente em busca criativa, ele sonhava em escrever obras de grande escala baseadas em histórias históricas e míticas. Sua técnica e estilo foram comparados com Rubens, às vezes até levando o trabalho de Kiprensky para os trabalhos do artista flamengo.

Os contemporâneos o chamavam de russo Van Dyck. O maior sucesso lhe trouxe retratos. Os trabalhos nesse gênero de desenho foram realmente incríveis e belos, trazendo satisfação e conforto à “alma rebelde” e ao próprio artista.

Ele sempre foi atraído pelo tópico de escrever uma pessoa. Inspirado por uma tentativa de penetrar e revelar o segredo da vida de outra pessoa. Em determinado momento, o retrato se torna a direção central na obra de O. Kiprensky. Ele primeiro começa a desenvolver uma composição de retrato na qual a pertença social do modelo perde seu significado original. O artista propõe, em primeiro lugar, o interesse pela personalidade de uma pessoa, seus valores em si mesma.

Um dos retratos famosos de O. Kiprensky é The Young Gardener ou The Italian Gardener, que ele pintou em 1817. A criação da pintura coincidiu com a estadia do artista na Itália. Naquela época, era um país de eterna beleza, poesia e harmonia com a natureza. Todas essas características são refletidas em uma direção da pintura italiana como o "gênero italiano". Orest Adamovich, estudando o trabalho de artistas italianos, refletiu perfeitamente nesta imagem a primeira tentativa de trabalhar nesse estilo. O. Kiprensky conseguiu evitar a imitação cega e trazer sua própria, pessoal. Ele descobriu os italianos na Rússia e teve a honra de receber uma encomenda particular da Galeria Uffizi.

Adorável garoto bonito, cuja pose é cheia de apatia pacífica. Este último reflete uma técnica composicional complexa nova para o artista, baseada em um círculo. O olhar do jardineiro é fixo no espaço, disperso e indiferente. Flores pressionadas à mão e um pequeno riacho de água jorrando de pedra trazem serenidade e paz. Existem novos efeitos colorísticos, gravura, o melhor estudo de "esmalte", que confere suavidade e brilho à pele. A imagem de um jovem jardineiro respira alegria e inocência.





Priam Perguntando ao Corpo de Aquiles Hector


Assista o vídeo: THE FOREST - Teoria sobre a Tinta Vermelha - PT-BR PC (Agosto 2022).